Angola desce alguns lugares do ranking dos países mais corruptos do mundo segundo a Transparency Internacional.

 

Angola desce alguns lugares do ranking dos países mais corruptos do mundo segundo a Transparency Internacional.

Angola, Guiné-Bissau e Moçambique desceram quatro lugares na classificação do índice global de corrupção, enquanto São Tomé e Príncipe subiu 12 posições, segundo o relatório de 2009 divulgado hoje pela Transparency Internacional.

De acordo com a Transparency Internacional, «apesar do seu potencial para gerar fortes rendimentos, que poderia aumentar o desenvolvimento social, estes países não conseguiram traduzir a sua riqueza em programas sustentáveis da redução da pobreza».

"Em vez disso, os altos níveis de corrupção na indústria extractiva contribuem constantemente para a estagnação económica e desigualdade e para o conflito», lê-se no relatório.

O consultor Internacional entende que a promiscuidade que existe entre negócios públicos e privados conta bastante no aumento da corrupção em Angola.

Augusto Santana disse que o facto dos governantes angolanos exercerem funções empresariais é um dos principais factores do aumento da corrupção no país.

Oiça aqui Consultor Internacional Augusto Santana Ilinked text

De acordo com Augusto Santana, outro factor para o aumento da corrupção em Angola é o desvio dos recursos públicos. Para o consultor internacional, as riquezas do país tem favorecido apenas uma minoria de angolanos.

Oiça aqui Consultor Internacional Augusto Santana IIlinked text

Consultor internacional Augusto Santana, e alguns factores que colocam Angola na lista dos países mais corruptos.

No debate de sabada o bispo emérito do Uige falou do fenómeno gasosa e de como prejudica o desenvolvimento do país

Oiça aqui Dom Francisco da Mata Mourisca gasosalinked text

E o jornalista e activista cívico, Rafael marques responsabiliza em parte o tribunal de Contas. O activista questiona mesmo a eficácia deste órgão de fiscalização.

Oiça aqui Rafael Marques Tribunal contaslinked text

A lista, divulgada anualmente, estima o grau de corrupção do sector público percepcionada pelos empresários e analistas dos respectivos países, e está organizada do menos corrupto (1.º lugar) para o mais corrupto (180.º).

Entre os países de expressão portuguesa, Angola e Guiné-Bissau ocupavam em 2008 aposição 158 e encontram-se agora no posto 162 com 1.9 pontos

 

 

3 votes. Moyenne 3.33 sur 5.

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site