Angola é um dos países mais ...

 Angola é um dos países mais pacíficos do mundo
Image Fim da guerra, estabilidade política e preparação das eleições contribuem na classificação. O fim da guerra, a estabilidade política e a anunciada realização de eleições permitiram a Angola tornar-se num dos países que mais subiram na tabela dos mais pacíficos no mundo em 2008, divulgada terça-feira.

A tabela, organizada conjuntamente pelo grupo de reflexão Instituto de Economia e Paz, da Austrália, e pela Economist Intelligence Unit destaca, além de Angola, a Indonésia, Índia e Uzbequistão como os países que mais pontos positivos acumularam.

Angola, que em 2007 ocupou o 112º lugar aparece este ano na 100ª posição, à frente de países como a Argélia (112º), África do Sul (116º), Nigéria (129º) e Rússia (131º).

O estudo, que teve a primeira edição em 2007, somente com 121 países, é liderado, este ano, pela Islândia, que substituiu a Noruega como o país mais pacífico do mundo, de entre os 140 Estados considerados.

Na edição de 2007, Portugal figurou em nono lugar, e este ano subiu dois lugares.

Entre os países considerados, o Global Peace Index analisa mais dois países lusófonos: o Brasil, que em 2007 estava no 83º lugar e este ano desceu sete posições, e Moçambique, que manteve o 50º lugar alcançado em 2007.

A análise é feita tendo em conta 24 critérios de segurança interna e externa, tais como a contribuição para as missões de paz da ONU, o nível de criminalidade e o risco terrorista.

Os critérios de análise incluem o número de presos, de polícias e de militares por 100 mil habitantes, até às estatísticas económicas, passando pela participação cívica, cultura política e liberdade civil.

As relações com os países vizinhos e a população prisional são outros itens considerados para a elaboração da tabela.

Nas tabelas de 2007 e na deste ano, o último lugar é ocupado pelo Iraque, devido à continuação da violência.

Segundo os autores do estudo, o 97º lugar dos Estados Unidos (96º em 2007) justifica-se com o elevado nível de gastos militares e de manutenção de efectivos militares no exterior, para além de, proporcionalmente, ser o país com o maior número de presos.

No cômputo geral, verificou-se, de 2007 para 2008, o mundo tornou-se "ligeiramente mais pacífico". "É encorajante mas precisamos de pequenos passos dados individualmente por cada país, para que o mundo progrida no caminho da paz", disse Steve Killelea, o filantropo australiano que criou o IEP e o Global Peace Index.

O índice é elaborado a partir de dados reunidos pelo departamento de informações Economist, ligado ao semanário The Economist, e serve nomeadamente para os investidores, segundo o seu autor.

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×