Soares, Angola (o MPLA) e José Sócrates

«É um país riquíssimo e os portugueses começaram a ter actos de subserviência em relação a Angola que são chocantes e que devemos evitar», afirmou hoje Mário Soares, ex-presidente da República portuguesa numa conferência sobre «Contributos para uma Estratégia Nacional», que teve lugar no Instituto de Defesa Nacional.


Creio que Mário Soares se referia sobretudo aos seus camaradas do PS, tipo José Sócrates, quando falou da subserviência. Isto porque, de facto, não há melhor exemplo em relação à subserviência de alguns portugueses do que a de José Sócrates relativamente ao soba maior, José Eduardo dos Santos.

E, já agora, recorde-se que, em Maio do ano passado e segundo o jornal Público, Mário Soares sugeriu aos responsáveis do PS “uma reflexão profunda sobre as questões” da pobreza, das desigualdades sociais, sobre o descontentamento da classe média, descritas como as que “afligem mais” o país, bem como “as questões prioritárias com elas relacionadas”, que diz serem a saúde, a educação, o desemprego, a previdência social e o trabalho.»

Será que Mário Soares tem razão quer em relação à subserviência para com o MPLA quer em relação ao país real chamado Portugal? Depende. Se a questão for analisada do ponto de vista dos donos da verdade (a sociedade Sócrates & Associados) torna-se evidente que não tem razão.

Como muito bem tem dito, diz e continuará a dizer um dos associados do conjunto de ministros que domina o governo do reino lusitano, de seu nome Augusto Santos Silva, se há alguém que se preocupa com os (des)favorecidos, esse alguém é o Partido Socialistas de José Sócrates.

No artigo de opinião que publicou no Diário de Notícias de 27 de Maio de 2007, Mário Soares mostrava que o rei estava nu, seguindo aliás muitas outras opiniões manifestadas em diversos locais, embora nem sempre por aqueles a quem caberia fazê-lo.

É que, afinal, todos temos um preço. E esta coisa de querer dizer o que se pensa faz bem à alma mas, é claro, não enche a barriga. Se calhar é por isso que a sociedade política Sócrates & Associados tem cada vez mais adeptos e cada vez menos críticos.

Se calhar, quando o Jornal de Angola disse que o governo ditatorial do MPLA está ao mesmo nível do da sociedade política Sócrates & Associados, acertou em cheio.

Por alguma razão o Jornal de Angola atacou com tudo o que tinha e com o que não tinha Mário Soares, e a sociedade política Sócrates & Associados meteu o rabinho entre as pernas e nada disse para defender o seu fundador.

Assim sendo, o melhor é alinhar com a sociedade política Sócrates & Associados, mesmo que o fim seja decretar a falência do país. Quem sabe se, em hasta pública, Angola não comprará ao desbarato este quintal à beira mal plantado?

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site