Angola: Eleições podem ser

Angola: Eleições podem ser modelo para África após problemas no Zimbabué e Quénia - especialistas britânicos

Londres, 14 Jul (Lusa) - O sucesso das eleições legislativas de Setembro em Angola é importante para dar o exemplo em África, afirmam especialistas britânicos reunidos em Londres, acreditando que a vitória do MPLA, partido do Governo, na votação é um dado adquirido.

"A realização de eleições livres e justas em Angola é importante para o país, mas ainda mais para África, tendo em conta o que observámos este ano no Quénia e no Zimbabué", nota Alex Vines, responsável pelo departamento África do instituto de estudos britânicos Chatham House.

O escrutínio é um passo essencial no "processo de normalização do país pós-conflito desde que a guerra terminou, em 2002", defendeu Vines, em declarações à agência Lusa.

As eleições, acrescentou, vão "ajudar à reconstrução do país e a desenvolver mais responsabilidade local", a reforçar nas "eleições presidenciais no próximo ano e nas eleições locais no ano seguinte".

Estas foram algumas das conclusões retiradas de uma conferência à porta fechada de especialistas em política angolana organizada pela britânico Chatham House na sexta-feira, a menos de dois meses do primeiro escrutínio popular em Angola desde 1992.

A ex-representante do secretário-geral da ONU para Angola (1992-93), Margaret Anstee, o embaixador britânico em Luanda, Pat Phillips, e vários académicos europeus foram alguns dos intervenientes convidados, entre os quais predomina a noção de que o partido do Governo vai continuar no poder.

"Ninguém tem dúvidas sobre os resultados das eleições em Angola, ou seja, que o MPLA (Movimento Popular para a Libertação de Angola) vai conseguir um bom desempenho", diz Vines.

Uma nota dissonante do resto do país, especifica, poderá ser registada "nas áreas urbanas, em especial em Luanda", onde existe " maior frustração" e "historicamente [o sentido de voto] tem sido diferente do resto do país".

Esta questão será importante na determinação da dimensão da maioria, que, foi sugerido durante o encontro, poderá chegar aos 60 por cento.

É também de esperar "violência localizada, mas será contida".

A preocupação mais séria manifestada pelos especialistas presentes no encontro teve a ver com a separação entre o Governo e o seu partido e a possibilidade de essa relação interferir no processo eleitoral.

"Vimos fotografias e informação de como a lei restringe a campanha para as eleições nos 31 dias anteriores à data, mas o MPLA realizou grandes festivais populares e concertos de música gratuitos, o que é fazer indirectamente fazer campanha [eleitoral]", relatou Vines.

"Houve também", acrescentou, "alguma discussão sobre a eficácia da Comissão Nacional de Eleições e da comissão independente de monitorização, criada para observar as eleições, e para o eventual conflito de interesses tendo em conta que é presidida pelo vice-presidente do Supremo Tribunal, que é de certa forma nomeado pelo Governo".

O igual acesso dos partidos da oposição, nomeadamente da UNITA, à comunicação social é também motivo de apreensão. ^

Como aspectos positivos, foram salientados o "recenseamento recorde" e a integração nas listas do MPLA de 40 por cento de mulheres.

A relevância de Angola na África subsaariana, onde é actualmente o maior produtor de petróleo, torna mais importante o "envolvimento da comunidade internacional" nas eleições, afirma Alex Vines, que tem uma extensa obra publicada sobre o país.

"Angola não tem recebido tanta atenção como merece", reconheceu.

O evento na Chatham House serviu também para o lançamento de uma edição especial sobre Angola da revista francesa "Politique Africaine", na qual são aprofundades temas políticos e económicos do país menos abordados na conferência da Chatam House.

 

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site