Chegou a hora dos angolanos

Chegou a hora dos angolanos definirem os destinos do país - Por Manuela dos Prazeres

É chegado o momento dos dirigentes políticos apelarem a consciência das populações de que qualquer que seja o resultado das eleições o país jamais voltará á guerra.

O país vive um momento tão importante em que os angolanos são chamados a ir às urnas a 5 de Setembro próximo, e é bom que cada cidadão tenha consciência para poder exercer o seu direito de cidadania que é de eleger os dirigentes capazes de governar o país.

Os angolanos devem despir-se dos receios, desconfianças e da tendência de abstenção, como muitos se manifestam. Só o nosso voto definirá aquilo que são os nossos anseios, a nossa vida futura, claro se soubermos deposita-lo no partido certo, isto é apostando na Mudança que tem o angolano no centro das prioridades e não a mudança na continuidade.

Neste momento fundamental da história de Angola e dos Angolanos, esperamos que os dirigentes políticos durante o período da campanha eleitoral reforcem junto das populações o sentimento de que qualquer que seja o resultado das eleições o país jamais voltará a guerra, procurando destacar os aspectos positivos do seu programa de governação ao invés de atacar os seus adversários políticos criando na população o sentimento de insegurança e instabilidade, sendo estes alguns dos factores causadores da abstenção no seio da população.

Dizia o docente universitário Dr. Paulo de Carvalho numa palestra em Luanda que a lógica de um sistema democrático pressupõe em primeira instância a aproximação entre governantes e governados, pois a este respeito o sistema democrático opõe-se claramente ao sistema ditatorial onde o governante se encontra acima dos governados e exerce autoritariamente o poder político sem atender aos anseios e expectativas dos governados. São os governados que elegem no seu seio os governantes para que estes cumpram o dever e a missão de exercer o poder político em nome daqueles, e em função dos anseios e expectativas da maioria.

Então angolanos partamos para o exercício democrático sem receios porque só Angola e os Angolanos sairão a ganhar.

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×