HISTÓRIA DE ANGOLA ESTÁ A SER DEBATIDA

HISTÓRIA DE ANGOLA ESTÁ A SER DEBATIDA

 

 

 

Para revisitar as temáticas que até agora foram pouco ou quase nunca investigadas ou que não mereceram a devida atenção dos investigadores, abre nesta terça-feira em Luanda, o «Terceiro Encontro Internacional de História de Angola», que tem como objectivo principal preparar elementos que conduzam à criação da redacção da história geral de Angola.

Esta informação foi prestada a Voz da América, pela porta-voz do encontro a Dra. Alexandra Aparício.«Também temos a questão das possibilidades que as novas fontes nos oferecem como a documentação escrita dos estudos endógenos, a disponibilização dos arquivos políticos que já estão abertos com os quais podemos fortalecer os resultados de uma investigação que se pretende fazer».

 

 

A Dra. Alexandra Aparício disse ainda que outro dos objectivos deste encontro tem a ver com a necessidade de se fazer uma maior cobertura temática e geográfica do país.«Neste momento estão mais disponíveis estudos sobre as regiões Norte e Centro e é necessário também abranger o Sul e o Leste do país

 

 

Pretendemos efectuar uma revisão dos conteúdos temáticos em função da fixação de determinadas correntes historiográficas não condizentes comas metodologias mais actualizadas para a produção historiográfica, o maior objectivo é discutir o ponto de situação da pesquisa de investigação histórica de Angola para que este debate nos leve à concretização do grandioso projecto que é a história geral de Angola».

 

 

Alexandra Aparício falou-nos também dos seis painéis temáticos estarão em debate.«O primeiro será questões de historiografia de Angola, segundo, povoamento, migrações, formações politicas e sua evolução, terceiro o impacto das relações com o novo mundo e o tráfico de escravos, quarto o sistema colonial e seus efeitos, quinto a luta de libertação nacional e suas variantes, sexto o período pós-independência até ao ano 2002».O encontro que vai decorrer sob o lema «para elaboração da história geral de Angola: das sociedades antigas à época contemporânea», vai juntar 96 convidados entre historiadores e especialistas nacionais e estrangeiros.

 

 

Uma média de 44 convidados nacionais irão apresentar as suas comunicações que serão debatidas no período de 25 a 28 de Setembro, juntamente com convidados vindos da Alemanha, Brasil, Canadá, Estados Unidos, França, Portugal, Congos Democrático e Brazzaville, Gabão, Suiça, Inglaterra e um dos renomados professores de história de África que se dedica aos estudos da história da região há mais de 40 anos, que publicou recentemente um livro que é uma espécie de resolução para certas temáticas do período pré-colonial, que apesar de não estar presente por motivos da sua idade avançada enviou uma comunicação que será apresentada durante o encontro como homenagem aos seus esforços feitos ao longo destes anos.

 

 

Para participar neste encontro foram feitas mais de quinhentas inscrições, entre estudantes, professores e público em geral.

 

 

 

 

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site