IMPACIÊNCIA EUROPEIA PELA DEMORA DAS ELEIÇÕES EM ANGOLA

IMPACIÊNCIA EUROPEIA PELA DEMORA DAS ELEIÇÕES EM ANGOLA

O executivo da União Europeia volta a emitir sinal de impaciência pelas incertezas da realização das eleições em Angola.

Para o seu presidente, Durão Barroso, expirou o prazo razoável de cautelas subsequente à «terrível guerra» que Angola viveu.

Exteriorizou este sentimento na entrevista que concedeu ontem ao correspondente da Rádio Nacional de Angola que cobre a visita do seu presidente em Nova Iorque.

«Sabemos bem que Angola saiu de uma guerra terrível. Compreendemos que tinha que haver alguma fase de adaptação, mas convém agora que as instituições todas funcionem de acordo com os princípios da democracia», disse o presidente da Comissão da União Europeia.

Rematou com o voto de que doravante «o consenso e a reconciliação nacional se façam também com instituições democráticas plenamente legitimadas pelo voto popular».

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×