MPLA compra consciência

MPLA compra consciência dos angolanos com viaturas - PGarcia
USA - Depois uns largos vinte anos a residir em terras americanas por razões ultras familiares fui para Angola recentemente e fiquei pasmado o quanto o “angolano” vende a sua dignidade por um bem material tão barato e que constitui um significado “infindo” das receitas arrecadadas pelo governo.
USA - Depois uns largos vinte anos a residir em terras americanas por razões ultras familiares fui para Angola recentemente e fiquei pasmado o quanto o “angolano” vende a sua dignidade por um bem material tão barato e que constitui um significado “infindo” das receitas arrecadadas pelo governo. Em palavras correntes esta acção significa um suborno constitucional controlado pelo MPLA em primeira linha e aplaudido por certos partidecos incluído a própria UNITA. Os nossos “chefes” parlamentares (muitos deles a mais de 5 anos sem nada para sugerir) são os primeiros na lista do MPLA a serem auferidos os ditos PRADOS e outras viaturas anualmente. Os bem conectados e abertos a dar uma gasosa gorda conseguem os tais “bónus” semestralmente ou mesmo trimestralmente. Para estes parlamentares, os nossos intelectuais, os defensores e lutadores (politicamente) de uma distribuição risonha dos nossos recursos será que não aperceberam-se que este acto significa suborno constitucional. Por acaso, alguém sabe a cifra exacta esbanjada nestes desnecessários produtos? Da lista previlegiada do MPLA estao: - Os directores das empresas estatais - Destacados e obedientes das empresas estatais - Directores dos órgãos de informação do estado - Directores dos órgãos privados - Jornalistas de “craveira” - Generais e servidores obedientes das FAA - Polícia nacional - Políticos (MPLA&Oposicao/Parlamentares) - Secretas do governo - Igrejas - Sobas e líderes comunais… Como se pode observar a lista não só é longíssimo mais também bem selectiva. Os pilares da nação, os líderes sociais, os porta-vozes do povo estão subjugados a este acto. Assim sendo, não é prematura transcrever que este mal é constitucional. Dado a gravidade do assunto, nos últimos dias andei de site à site para estudar este fenómeno quanto a sua origem e países que praticam. Actualmente nenhum estado Africano ou um outro país do terceiro mundo exerce este tipo de suborno nas mesmas proporcoes que em Angola. A distribuição racional de bens (Alimentação, vestuário e produtos diversos) foi fortemente propagado nos estados comunistas. Como resultado, a classe no poder tirava proveito para aumentarem as suas fortunas enquanto o povo estava limitado a viver com os produtos estipulados nesta distribuição racional. JES confinou este método num estilo mais moderno e actualizado para corresponder os adventos do século XXI. Por outras palavras, hoje a alimentação não é racional. Optou-se em racionalizar a distribuição de “Big Items” (produtos de grande custo). São milhões de dólares que o governo investe neste campo para contentar aqueles que constituem uma ameaça mental para eles. Como é de conhecimento geral, e segundo os dados divulgados pelo governo de JES, a taxa da pobreza em Angola tem diminuído consideravelmente. Este governo também tem feito eco quanto as novas descobertas das zonas de exploração de petróleo e outros recurso naturais. Democracia e defesa dos direitos humanos são outros aspectos advogados positivamente pelo governo. Hora veja: Cadééé, no seu sentido lato este aparente desenvolvimento económico, quando os cidadãos e inclusive as vozes do “povo” estão subjugados a este tráfico ilícito de consciência. A meses atrás li neste espaço um artigo com o título “Corruptos e Corruptores”. Concordei plenamente com o seu articulista e adianto que “todos nós somos” corroboramos nesta praga. É só observar, que todos nós estamos directa ou indirectamente conectados com os elementos da lista acima mencionada: Um bom amigo, um tio, um primo, um irmão ou mesmo o papa ou mama esta incluído nesta lista. O paradoxo destes “Corruptos e Corruptores”, nem pelo menos exigem do MPLA estradas confortáveis para amarfanhar o conforto destas viaturas. Entre buracos e becos é aonde são exibidos estes caríssimos carros. Angolano levante a cabeça e deixe de vender-se por tão pouco porque o país tem para oferecer muito mais. Exija casa, alimentação, saúde, trabalho, democracia, escola, igualdade social. Em conclusão valorize mais o teu intelecto, aumente o teu valor no Mercado e não tenha medo de exijir uma distribuição equitativa dos bens sócias porque a nossa terra Angola tem recursos para tal. Se os nossos chefes não acatam os mecanismos modernos administrativos para governar o país então que demitam-se e dediquem-se o mais rápido possível a agricultura ou pecuária como alguns MPELISTAS já têm anunciado.

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site