RECONCILIAÇÃO NACIONAL FALHOU REDONDAMENTE EM ANGOLA, CONSIDERA DIRIGENTE DA UNITA

RECONCILIAÇÃO NACIONAL FALHOU REDONDAMENTE EM ANGOLA, CONSIDERA DIRIGENTE DA UNITA

Fonte:Multipress / angoterra 03-04-08

O antigo secretário da UNITA para as Relações Exteriores, Alcides Sakala, considera que seis anos após a assinatura dos acordos de paz, que passaram a designar-se Memorando de Entendimento Complementar ao Protocolo de Lusaka, há um défice muito grande no que diz respeito à reconciliação nacional.

Em declarações à Voz da América, à propósito do sexto aniversário da assinatura dos acordos de paz, rubricados a 4 de Abril de 2002, Alcides Sakala afirma que, se por um lado há um certo crescimento económico, sem qualquer impacto na vida do cidadão, por outro verifica-se um défice muito grande em relação à reconciliação dos angolanos.

O líder da bancada parlamentar da UNITA entende que a reconciliação em Angola falhou redondamente, afirmando que o partido no poder implementa estratégias que visam criar divisões e intimidação. Sakala apontou os alegados casos de intolerância política que diz ocorrerem um pouco por todo o país, particularmente nas regiões do interior.

«Em Angola este processo falhou redondamente como demonstra a própria política de intolerância que o país está a viver. A reconciliação deve significar mais abertura, mais aproximação entre angolanos, mas hoje, infelizmente, o partido da situação implementa estratégias que visam criar divisões, clima de intimidação, o que não ajuda a fortalecer aquilo que devia ser a verdadeira reconciliação nacional. Eu penso que esta é a tónica negativa dos seis anos de paz», enfatizou.

Voltar

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site