“TRABALHEM PARA SEREM RICOS”

 
“TRABALHEM PARA SEREM RICOS” Porto - No passado dia 12 o Ministro da Defesa de Angola, Kundy Paihama, “botou faladura” num comício na Sede do Município da Matala e, quanto a mim, prestou um alto serviço ao país e até, digo-o em consciência, ao mundo democrático.

“Não percam tempo a escutar as mensagens de promessas de certos Políticos”, disse com o seu habitual brilhantismo oratório o ministro da Defesa, acrescentando: “Trabalhem para serem ricos”.

Digam lá que Kundy não é o espelho fiel do rei Eduardo dos Santos?

Continuemos com as verdades do ministro que, digo eu, deveriam fazer parte das enciclopédias políticas das universidades angolanas e, porque não?, de todo o mundo civilizado.

“Durmo bem, como bem e o que restar no meu prato dou aos meus cães e não aos pobres”, afirmou o Ministro da Defesa de Angola, Kundy Paihama. Não, não há engano. Reflectindo a filosofia basilar do MPLA, Kundy disse exactamente isso: o que sobra não vai para os pobres, vai para os coitados dos cães.

E por que não vai para os pobres?, perguntam vocês e eu também. Não vai porque não há pobres em Angola. E se não há pobres, mas há cães…

Continuemos com o discurso do ministro: “Eu semanalmente mando um avião para as minhas fazendas buscar duas cabeças de gado; uma para mim e filhos e outra para os cães”.

Nem mais, senhor ministro. A liga de protecção dos animais (dos cães, no caso) agradecem e certamente vão atribuir-lhe uma medalha de mérito.

É claro que, embora reconhecendo a legitimidade que os cães do ministro da Defesa de Angola têm para reivindicar uma boa alimentação, não posso deixar de dar um conselho aos milhões de angolanos que são gerados com fome, nascem com fome e morrem pouco depois com fome.

Não. Não se transformem em cães para ter um prato de comida. Escolham antes dar um tiro nos cornos do ministro. Deste e de todos quantos por não viverem para servir não servem para viver.


- No passado dia 12 o Ministro da Defesa de Angola, Kundy Paihama, “botou faladura” num comício na Sede do Município da Matala e, quanto a mim, prestou um alto serviço ao país e até, digo-o em consciência, ao mundo democrático. “Não percam tempo a escutar as mensagens de promessas de certos Políticos”, disse com o seu habitual brilhantismo oratório o ministro da Defesa, acrescentando: “Trabalhem para serem ricos”.Digam lá que Kundy não é o espelho fiel do rei Eduardo dos Santos? Continuemos com as verdades do ministro que, digo eu, deveriam fazer parte das enciclopédias políticas das universidades angolanas e, porque não?, de todo o mundo civilizado. “Durmo bem, como bem e o que restar no meu prato dou aos meus cães e não aos pobres”, afirmou o Ministro da Defesa de Angola, Kundy Paihama. Não, não há engano. Reflectindo a filosofia basilar do MPLA, Kundy disse exactamente isso: o que sobra não vai para os pobres, vai para os coitados dos cães. E por que não vai para os pobres?, perguntam vocês e eu também. Não vai porque não há pobres em Angola. E se não há pobres, mas há cães… Continuemos com o discurso do ministro: “Eu semanalmente mando um avião para as minhas fazendas buscar duas cabeças de gado; uma para mim e filhos e outra para os cães”. Nem mais, senhor ministro. A liga de protecção dos animais (dos cães, no caso) agradecem e certamente vão atribuir-lhe uma medalha de mérito. É claro que, embora reconhecendo a legitimidade que os cães do ministro da Defesa de Angola têm para reivindicar uma boa alimentação, não posso deixar de dar um conselho aos milhões de angolanos que são gerados com fome, nascem com fome e morrem pouco depois com fome. Não. Não se transformem em cães para ter um prato de comida. Escolham antes dar um tiro nos cornos do ministro. Deste e de todos quantos por não viverem para servir não servem para viver. * Orlando Cstro
Fonte: altohama.blogspot.com

Voltar

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×