Terminou a maratona dos candidatos a présidènçia da UNITA

 

Terminou neste domingo, 15 de Julho de 2007, a maratona dos candidatos à presidência da UNITA, cuja disputa decorrerá no final dos trabalhos do X Congresso deste Partido.

A última etapa da campanha eleitoral para o cadeirão máximo do Galo negro constou de um debate em que os candidatos Isaías Henrique Ngola Samakuva e Abel Epalanga Chivukuvuku esgrimiram os seus argumentos perante os mais de mil congressistas reunidos no palco do X Congresso.
Durante três horas de debate moderado por Jardo Muekália, os dois candidatos apresentaram as teses que os levaram a corrida para liderar os destinos da UNITA nos próximos 4 anos, tendo depois respondido à questões colocadas pelos delgados.

A abrir o acto, o coordenador da Comissão Organizadora do Congresso, Adalberto Costa Júnior, disse estar convencido que o exercício em questão, era uma prova inequívoca do empenho da UNITA na democratização da sociedade, buscando com regularidade consultar as bases para as grandes decisões da vida do Partido e do País.
Recomendou por isso, serenidade, maturidade e responsabilidade para que deste Congresso saia uma UNITA unida, cada vez mais forte para protagonizar a mudança que todos angolanos almejam. "Esta é a razão de termos escolhido o lema para este congresso - A Reafirmação da Identidade Política para a mudança", frisou.
Por seu lado, José Samuel Chiwale, um dos sobreviventes do grupo dos 12 da China e coordenador da Comissão de Ética do X Congresso, disse esperar que os delgados saibam transmitir, com este conclave, a mensagem de esperança e de certeza na vitória, para a materialização dos objectivos traçados em 13 de Março de 1966 em Muangai, que visam a realizam dos angolanos excluídos.

Abel Chivukuvuku reiterou a vontade de servir cada vez melhor a UNITA, para que esta seja força ganhadora nas próximas eleições legislativas. " Se essa for a vontade dos Delgados ao X Congresso, estarei disponível a servir para que a UNITA ganhe as eleições legislativas de 2008", disse.

Entretanto, Isaías Samakuva disse na sua intervenção que tal como em 2003 aceitou o desafio de liderar o Partido para tira-lo da crise em que se encontrava, reafirma agora perante os delegados ao X Congresso, que depois de 4 anos está em condições de levar a UNITA ao "porto seguro", tendo recordado as ciladas perpetradas pelos adversários durante este período, que também teve muitas realizações citadas pelo candidato a sua própria sucessão, Isaías Samakuva.
Os dois candidatos apelaram ao reforço da unidade do Partido, para que saída do X Congresso esteja a altura de vencer as eleições de 2008. " Saiamos daqui mais irmãos, mais companheiros e mais fortes", fim de citação

 

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×