UNITA PROPÕE MONUMENTO A NETO, SAVIMBI E HOLDEN

UNITA PROPÕE MONUMENTO A NETO, SAVIMBI E HOLDEN
Alcides Sakala diz que a proposta merece ser aceite por todos "porque estes três homens são símbolos da luta e da resistência anti-colonial"

A UNITA lança a ideia da construção de um monumento nacional com Agostinho Neto, Jonas Savimbi e Holden Roberto como referências. O MPLA admite discutir no parlamento a proposta e a FNLA defende que deve ser o povo a ditar a forma de dignificar estes três históricos dirigentes angolanos. É só esperar para ver que ninguém se vai entender.


Alcides Sakala, líder parlamentar e dirigente da UNITA, explica que a ideia de avançar com a construção de um monumento com estas características tem como objectivo "homenagear todos os angolanos que contribuíram para a independência nacional".

Agostinho Neto foi o primeiro Presidente de Angola e líder histórico do MPLA, falecido em 1979, Jonas Savimbi tem também estatuto de líder histórico da UNITA, falecido em 2002, e Holden Roberto, que partilha com estes o estatuto de figura histórica, na liderança da FNLA, falecido recentemente, são, segundo Alcides Sakala, "referências de todo o povo angolano" pelo seu empenho na luta pela independência.

Sakala adiantou que esta proposta merece ser aceite por todos "porque estes três homens são símbolos da luta e da resistência anti-colonial".

MPLA admite mas …

O MPLA está disponível para discutir a possibilidade de criar um monumento que tenha como referências os líderes históricos Agostinho Neto, Savimbi e Holden Roberto, mas desafia a UNITA, que fez a proposta, a colocar o assunto na Assembleia Nacional.

O secretário para a Informação do MPLA, Norberto dos Santos "Kwata-Kanaua", admitiu a possibilidade de discutir o assunto no parlamento, "como está disponível para discutir todos os assuntos angolanos".
Mas lembra que se trata de uma matéria com "uma dimensão tão grande" que é avisado "a sua discussão pelas direcções partidárias".

"A UNITA tem a possibilidade de avançar com uma iniciativa parlamentar onde coloque esta questão. Mas este é uma questão política com uma carga tão forte que deve ser devidamente discutida", disse.

Kwata-Kanaua admitiu ainda que é a primeira vez que ouve falar de uma proposta com este conteúdo e reafirma que o parlamento "é o lugar indicado para ser colocada".

FNLA defende quer ouvir o povo

A ideia do agrado da FNLA mas deve ser a sociedade a decidir o formato da homenagem.
Ngola Kabango, presidente da FNLA, adiantou que, "para já", é certo que se deve "reconhecê-los como heróis" e dar uma continuidade física a esse reconhecimento.

No entanto, Kabango entende que deve ser a sociedade angolana, depois de um debate profundo, a estabelecer a forma como o país deve materializar esse reconhecimento, optando por não comentar a possibilidade de juntar as três figuras históricas num único monumento nacional.

"É preciso ainda trabalhar muito sobre esta matéria que não é nova na sociedade angolana no que toca à necessidade de reconhecer e dignificar os feitos e a memórias destes três símbolos da resistência anti-colonial angolana", disse o presidente da FNLA.

Voltar

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site