O MEU CONVITE

 

 

O MEU CONVITE

Iniciamos, na Unita, um processo de mudanças progressivas. Abandonamos a cultura autocrática, monolítica e secretiva, inerente aos movimentos de libertação, e adoptamos uma cultura democrática, participativa e transparente, inerente aos estados legítimos e aos imperativos da boa governação. Os resultados são promissores.

 

 

Preciso da sua ajuda para iniciar um processo de mudanças para Angola. A cultura política, a integridade e a competência do próximo governo – a todos os níveis - serão determinantes para garantir o triunfo da democracia sobre o absolutismo; o triunfo da prosperidade e da unidade sobre a miséria e a exclusão. O triunfo da reconciliação e da educação sobre a prepotência e a incompetência. O triunfo da boa governação sobre a corrupção política e económica. Preciso da sua ajuda para dirigir a transição de um Estado guerreiro, partidarizado e ineficiente, para um Estado legítimo, solidário e transparente.

 

 

Iniciei este processo de reinventar Angola na Unita, porque a UNITA é, ela própria, uma força social criada para operar mudanças em Angola. Ela é, pois, um meio, e não um fim em si mesmo. Ela representa uma aliança de várias culturas, uma convergência de aspirações legítimas de cidadania, e uma plataforma dinámica para a concertação de objectivos comuns. Por isso, ela se chama União Nacional.

 

 

Você não precisa ser da Unita para trabalhar com a Unita na reinvenção de Angola. A Unita defende e continuará a defender os interessses de todos. Começamos como exército inserido num movimento de libertação nacional. Crescemos como combatentes contra a hegemonia politica e o apartheid económico. Conquistamos, para todos os angolanos, o direito de eleger e ser eleito. Conquistamos, para todos os angolanos, o direito de mudar Angola atravês do voto secreto. Hoje somos líderes na utilização de métodos democráticos para a alternância do poder e para a gestão da vida interna das instituições nacionais. Vamos juntos construir uma Angola para todos.

 

 

Convido-lhe a ler, neste site, a minha visão sobre Angola. Convido-lhe a examinar o modelo de parceria que proponho para a redução da pobreza. Convido-lhe a participar nos debates que irei promover sobre os vastos programas de restauração do tecido social, incluindo a construção da infra-estrutura para a educação, saúde e segurança social. Convido-lhe a participar comigo na gestão moderna dos destinos da nossa Angola.

 

 

Convido-lhe a ler e debater, neste site, a minha proposta de mudanças estruturais na organização do Estado, na economia e nos métodos de gestão. Estas mudanças trarão a estabilidade política e os níveis de crescimento necessários para Angola desempenhar no seio da SADCC, da União Africana, da Organização Mundial do Comércio, e não só, o papel que a geografia e a história económicas lhe reservam.

 

 

Coloco-me à sua disposição para trocar ideias sobre o futuro. Por favor, deixe-me saber caso você se sinta qualificado para servir Angola e os angolanos, não a Unita, nem a mim, nem a si próprio. Diga-me se pretende candidatar-se ou oferecer-se para servir como governador, assistente social, ministro, conselheira, professor, educadora de infância, deputada, investidor, gestor público, secretário de estado, soldado-construtor, investigador, jardineiro, enfermeiro ou como voluntário para as múltiplas tarefas inerentes à organização e controle das eleições da mudança. Estas incluem a mobilização e recolha de recursos, a educação cívica, o registo eleitoral, o controle dos cadernos eleitorais e o funcionamento permanente do Conselho Nacional Eleitoral

 

 

 

 

Voltar

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×