Alguns deputados: Em destaque, a filha de Eduardo dos Santos, Tchizé

Alguns deputados: Em destaque, a filha de Eduardo dos Santos, Tchizé

ImageLuanda - O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, deu a conhecer ontem o nome dos ministros que vão integrar o novo Executivo para a legislatura que arranca oficialmente a 15 deste mês. Maioria dos ministros transita do anterior Executivo.

A principal mudança surge na diplomacia, em que o actual embaixador em Lisboa, Assunção Afonso dos Anjos, substitui João Miranda (ver caixa).

Noutra pasta importante, a da Defesa, mantém-se o actual titular, Kundi Paihama. O novo Executivo é liderado pelo primeiro-ministro Paulo Kassoma, sendo composto por 33 ministros, mais cinco do que o anterior, tendo o Presidente da República indigitado ainda dois secretários de Estado.

A grande maioria dos ministros transita do anterior gabinete para o actual, mas são criadas novas pastas, como a da Economia, que vai ser ocupada por Manuel Nunes Júnior, do Urbanismo e Habitação, entregue a Diakumpuna Sita José, e das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, atribuída a José Carvalho da Rocha.

O facto provocou a imediata reacção da UNITA na oposição, com um dos seus dirigentes, Alcides Sakala, a considerar que "no essencial" se matem as "mesmas caras" e que o seu desempenho já "é conhecido". Este dirigente da oposição notou que as questões sociais vão construir o "grande desafio", já que "o crescimento económico de Angola continua a não ter impacto na vida das populações.

A indicação dos nomes do novo Executivo seguiu-se à posse dos deputados, que teve lugar terça-feira em Luanda. Na ocasião, o presidente da Assembleia Nacional salientou que uma das prioridades do nosso Parlamento será a elaboração de nova Constituição.*

De Portugal para Angola

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros, Assunção Afonso Sousa dos Anjos, de 62 anos, ocupava até agora o cargo de embaixador angolano em Lisboa, Natural de Luanda, licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa e foi embaixador de Angola em Madrid, entre 1993 a 2000, e na capital francesa, entre 2000 e 2003,antes de ter sido colocado em Lisboa, em Maio daquele mesmo ano.

Fonte: Diario de Noticias

3 votes. Moyenne 1.67 sur 5.

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site