Apelo a Samakuva indicia que as coisas não vão bem em Cabinda

Apelo a Samakuva indicia que as coisas não vão bem em Cabinda

O pedido do líder da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC), N'zita Tiago, para que o presidente da UNITA medeie o conflito indicia que as "coisas não vão bem" no enclave, afirmou hoje o porta-voz da UNITA.


"A proposta de N'zita Tiago num momento como este é um bocado indiciador de que as coisas em Cabinda não andam lá muito bem, contra todos os argumentos de estabilidade na região", salientou Adalberto da Costa Júnior.

O secretário para a Informação do maior partido da oposição angolana reagia a informações veiculadas a partir de Paris, França, segundo as quais N'zita Tiago terá sugerido a possibilidade de o líder da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) intermediar o conflito de Cabinda, a quem o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, deveria entregar o dossier de Cabinda.

Segundo Adalberto Júnior, "há cerca de um ou dois anos já N'zita (Tiago) havia enviado uma carta com o mesmo conteúdo a Isaías Samakuva que na ocasião se manifestou disponível, mas depois nada mais se avançou".

"Assim sendo, só podemos alvorar que as coisas não andam bem em Cabinda", frisou.

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, defendeu terça-feira, numa conferência de imprensa, que a solução do problema de Cabinda passaria por uma "maior abrangência", considerando que em algumas áreas existe uma "certa situação de Estado de sítio".

Fonte: Notiçias Lusofonas

1 vote. Moyenne 5.00 sur 5.

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×