CARTA ANONIMA ENVIADA A WILLIAM TONET

CARTA ANONIMA ENVIADA A WILLIAM TONET

Ao
Senhor William Tonet 
 
Nós só lhe queremos  avisar que o senhor tem estado a pisar o risco vermelho, por muitas vezes, principalmente contra os generais e alguns dirigentes deste país.
Você se coloca como advogado dos ditos autóctones, mas fique a saber que estes não lhe vão ajudar quando te tomarmos medidas drásticas.
A sua raiva, não deve ser atingida a todos nós pois não temos nada a ver se o senhor foi ou não reconhecido pela Presidência da República, pelo que fez no Moxico, nos acordos do Luena e onde se diz haver uma dívida para consigo.
Se é isso deve resolver junto de quem lhe deve e não meter-se connosco e denegrir a nossa imagem.
Somos militares e oficiais superiores e ainda mandamos neste país e podemos mais tarde ou mais cedo aplicar-lhe medidas activas, pois estamos fartos das suas critícas e denúncias contra nós.
Por outro lado só queremos lhe avisar também para parar por não adiantar continuar a ser advogado do seu amigo Miala, pois ele está a sentir o peso do nosso poder.
O poder de quem manda mesmo neste país.
O nosso poder real e efectivo. Por isso lhe avisamos que não vai haver lei, para lhe defender, por termos o controle de tudo e de todas as instituições.
Ele vai ficar mesmo lá. Preso e não vale a pena sonhar que o comandante-em-chefe lhe vai safar.
Quando você defende o Miala apostou no cavalo errado pois ele não se importará amanhã de lhe fazer mal, de trair, como fez a muitos de nós que o ajudamos no passado e, no final queria tirar-nos o nosso dinheiro e desgraçar a vida das nossas famílias.
Ele está a pagar a ousadia de tentar  desvendar a vida dos outros inclusive do camarada presidente e agora parece que lhe está a utilizar e ao seu jornal, como se ele fosse a vitima.
Não é vitima. Ele sabe o que fez e sabe que iríamos reagir desta maneira, para salvaguarda do poder real.
Por aí você já pode ver que está a ser utilizado, por um homem que nunca mais vai ser ninguém neste país. Assim estás a ser burro, pois ele não vai te dar os milhões que te prometeu, porque vamos lhe tirar tudo, o mesmo que nos queria fazer.
Ele vai andar na rua da amargura, por ter tido a ousadia de querer mostrar ao mundo que é o mais honesto de todos e os outros é que roubam, então vamos lhe mostrar que também sabemos fazer as coisas, mais do que ele pensava e fazendo recurso a própria lei, que hoje controlamos. Não é a toa que nos principais órgãos da Justiça, tais como a Procuradoria Geral da República, o Tribunal Supremo e mesmo o novo Tribunal Constitucional, temos a sua testa generais, que têm primeirode cumprir as orientações  militares e só depois discutir, se tiverem tempo.  
Ele estava a pensar que era intocável e está atrás das grades. Está bem preso e já vai com sorte porque não o matamos, mas se você não parar pode ter a certeza que é lá onde você poderá ir também ou para outro sítio pior. Como quem avisa amigo é aconselhamos a parar com a tua assanhadice de quereres ser herói, pois fica a saber que aqui os heróis morrem mesmo.  
 Democracia ditatorial
 
ASSASSINO À SOLTA AMEAÇA
MATAR WILLIAM TONET
 
Anúncio prematuro dum assassinato
Podem assassinar mas não vão calar o F8
 
Caiu mais uma bomba sobre a mesa da Redacção do Folha 8 - esta com ares de estar prestes a estourar – a prometer tomada de “medidas activas” contra o director geral William Tonet.
Em letras miúdas, uma ameaça de morte.
Manifestamente escrita por pessoa de bom nível cultural, acima da média não obstante algumas expressões triviais do “angolano” falado, a missiva não pode deixar dúvidas a ninguém, tem por origem o membro de um sector do Estado, ou a ele ligado, de patamar elevado.


Isto quanto à escrita em língua portuguesa, ao que acresce uma notável construção lógica, bem estruturada, assente em três pontos principais que analisaremos mais adiante.
Antes de lá chegar, no entanto, que nos seja permitido fazer uma observação prévia a propósito deste artigo: a sua razão de ser levado à estampa deve-se essencialmente ao facto de respeitarmos a manifesta capacidade de raciocínio do autor da missiva em questão e pensarmos ser possível opor-lhe alguns argumentos que ele será sem dúvida alguma capaz de levar em consideração, passada a raiva que o apoquenta no que diz respeito à nossa pretensa falta de respeito para com o generalato em geral (o que é falso), isto sem esquecer alguns arranhões que atingem, na sua opinião, um certo número de personalidades do mundo político e de negócios do nosso país.
A carta pode-se dividir em três partes, a primeira a anunciar uma tomada de “medidas activas” em caso de o nosso Bissemanário continuar a “pisar o risco vermelho ao se atacar a generais e alguns dirigentes deste país”; a segunda, a fazer alarde de toda a força que tem uma certa casta da classe castrense, essa mesmo que pôs Miala de rastos e tem realmente em mãos o poder – sem que seja determinado que tipo de poder, se militar, se político, ou se de decisão irrepreensível - e ser capaz de controlar praticamente todas as actividades atinentes ao funcionamento dos aparelhos do Estado, continuamente sob controlo; a terceira, a mais comprida, cerca de vinte linhas das quarenta e tal que a missiva tem, a propósito da “ajuda” de William Tonet e do Folha 8 ao general Miala, num violentíssimo distilar de veneno contra o ex-chefe da SIE, levado até às ruas da amargura de insulto em insulto, com alardes de prepotência dificilmente imaginável mesmo em regimes ditatoriais – «Não é à toa que nos principais órgãos de justiça, tais como Procuradoria Geral da República, o Tribunal Supremo e mesmo o novo Tribunal Constitucional, TEMOS à sua testa generais, que têm primeiro que cumprir as orientações militares e só depois discutir, se tiverem tempo.» -  a deixar pairar os mais sombrios augúrios para o futuro de Angola.
Sem poder deixar de supor um só instante que o autor destas linhas é de alta patente, e permitindo-nos, para refutar o seu raciocínio, de o tratar por Sr. Oficial, antes de mais parece-nos útil fazer ao seu texto os enxertos que se impõem para colocar o problema por ele levantado no seu devido enquadramento.

A ameaça de morte.
O eventual assassinato de William Tonet, ou seja de quem for que perturbe as engenharias das altas esferas estatais em que se move o Sr. Oficial,  terão como efeito único, uma morte totalmente inútil, pois o que sempre aconteceu em casos semelhantes, de matanças por incompatibilidade irredutível, foi a acumulação de muito mais dissabores à facção do autor do crime do que aos sucessores da vítima. É histórico.
Ademais, as consequências imediatas de tal acto apresentar-se-iam não com um afrouxamento das denúncias contra os agentes dessa casta, mas sim num recrudescer de invectivas e revelações em detrimentos dos mesmos, sem prejuízo, pela mesma ocasião, de eventuais sanções, exonerações ou encarceramentos por causa não directamente do crime como tal, mas sobretudo em função do dolo, que poderá mesmo atingir os níveis do irrecuperável, causado ao Estado Angolano por um acto de tão baixa estirpe, em uso já decadente no século passado e completamente inoperante nos dias de hoje.
Avise-se o Sr. Oficial que com a morte violenta de um opositor em nome da defesa da sua “casta” não se abatem as ideias, pelo contrário, elas reforçam-se, e quanto mais mortes houver mais fortes elas tenderão a ser.
Por outra, quem pagará os danos causados ao país por tais métodos não serão os nossos filhos, seremos nós todos, já, tanto os da vossa “casta” como os que não se revêem nela.
E em nome de quê?
De nada, a não ser como bandeira da vaidade e da presunção de alguns e em defesa dos milhões em dinheiro acumulado, de um punhado de gente, em detrimento do quase nada de milhões de angolanos que vegetam na mais aflitiva indigência.
Estamos também cientes que o diálogo entre nós é muito complicado, para não dizer impossível, pois o que nós propomos é a liberdade de pensamento e a democracia na defesa dos autóctones, é verdade, e o que a sua “casta” preconiza é a força e as “medidas activas” para impor exactamente o contrário do que foi proposto ao país pelo próprio Presidente da República, ou seja, um Estado monolítico, totalitário e sem espaço para livres pensadores.

Um cenário Dantesco
Para exemplificar o que acabámos de referir eis alguns extractos da missiva que recebemos, reveladores da mentalidade autoritária, ditatorial, do seu autor e, por indução, do sentido de poder que têm os que se revêem na sua postura ideológica:
1)   «Somos militares e oficiais superiores e ainda mandamos neste país e podemos mais tarde ou mais cedo aplicar-lhe medidas activas (a William Tonet), pois estamos fartos das suas críticas e denúncias contra nós.»
2)   «(...) ele (Miala) está a sentir o peso do nosso poder. O poder de quem manda mesmo neste país. O nosso poder real e efectivo. Por isso lhe avisamos que não vai haver lei para lhe defender, por termos o controlo de tudo e de todas as instituições.»
3)   «Ele (Miala) estava a pensar que era intocável e está atrás das grades. Está bem preso e já vai com sorte porque não o matámos, mas se você não parar (...)»
4)   «Como quem avisa amigo é, aconselhamos a parar com a tua assanhadice de quereres ser herói, pois fica a saber que aqui os heróis morrem mesmo.»
 
Este é o tom geral da carta que recebemos sem a mais pequena referência a quem a escreveu. Trata-se de uma verdadeira paulada na cabeça do Presidente da República, que se farta de dizer que estamos numa democracia (a caminhar para), é uma bofetada bem dada ao Governo e à Assembleia Nacional, é uma proposta de governação que tem a morte como agente principal do governo, é o anúncio nunca anunciado do grotesco casamento da justiça com as FAA, é um festival de libertinagem política só possível num país sem lei nem grei, o que, ainda pensamos, não é o caso de Angola. 
 Suspeitos estão identificados
Trata-se de um acto isolado (aparentemente), em todo o caso  a ser considerado como tal num primeiro tempo, não obstante ser muito possível a hipótese de existir uma organização em formação com objectivos precisos de aniquilar não só William Tonet e o Folha 8, mas também todos os outros semanários, e não só, aniquilar tudo quanto seja obstáculo aos  descaminhos para a democracia em Angola.
Se é isso que nós, angolanos, queremos, Sr. Oficial, faça o favor, mate, esfole, arraste, esmigalhe, triture, ou ainda, faça como um oficial dizia nos ecrãs da TPA em finais da década de 1990, no tempo da guerra contra Savimbi (“Vamos mastigá-lo”), mastigue-nos.
O menos que lhe podemos dizer, Sr. Oficial, é que tal repasto será deveras indigesto, e se alguém morrer pela sua mão, como que vítima duma doença da nossa sociedade, a violência que o Sr. Oficial preconiza, aos seus confrades castrenses advirá o pior dos males, por si exclusivamente causados, pois há gente sã, valorosa e de grande mérito nas FAA que se revoltará contra si e contra os da sua “casta”. Lembre-se disto.      
Sr. Oficial, não ameace mais matar pessoas que respeitam profundamente a classe castrense, embora se permitam em nome duma positiva ideia de liberdade denunciar as manobras, fraquezas, mentiras e desmandos de alguns dos seus membros. Proponha, isso sim, aos da sua “casta”, um desempenho mais digno e respeitador dos valores morais vigentes no nosso país. Verá então como as nossas críticas se transformarão em elogios. Mas enfim, já que revestir a armadura de democrata para salvar as aparências perante o olhar da nossa comunidade e da comunidade internacional parece ser assim tão difícil, a pontos de sob o coberto do anonimato o Sr. Oficial nos ter escrito um texto como este que chegou à Redacção do Folha8, faça um esforço, modifique-se agora por dentro e dê-se ao luxo de nos criticar severamente e exigir que o respeitemos por outras vias mais civis, atitude que merecerá da nossa parte o mais atencioso acolhimento.


Voltar

12 votes. Moyenne 3.33 sur 5.

Commentaires (7)

1. sedrick (site web) 31/07/2012

willain tone nao pode sair no folha 8 ele deve ficar ate quando um partido ganhar as elecoes geral nos gostamos muito dele e do programa dele ele fala as realidade que a contece no nosso pais viva este programa continuam assim

2. pedro kanvua gabriel filósofo (site web) 06/05/2012

recordam-se do todo poderoso Mubarack do Egipto? onde está? quem o condenou? não foi o povo burro? então, o mesmo será com todos voces que agora defendem uma pátria doente, estragada e louca...o feitiço sempre voltou contra o feiticeiro não concordam? nós os honestos dormimos a pensar no que fazer para melhorar Angola e voces os furasteiros irracionais não dormem para destruirem os racionais? onde reside a diferença entre o senhor dito oficial e o cabrito irracional? lembre-se: a medida que medirdes o outro, assim, vos será medido...

3. dezembro Guilherme Dezembro (site web) 19/03/2012

eu dezejute força porq nós estamos consigo, o nosso ditado é ate a morte, ningem vai nos calar senão o nosso criador que é Deus, que diziste este traio a Patria, e nos nuca vamos trair a patriar, força forçaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

4. nat ribas 14/03/2012

forca william tonet

5. cabo de guerra (site web) 08/03/2012

Queremos que se tome medidas serias e que justiça seja feita com relação alguns GENERAIS...do EXERCÍTO,porque a situação esta muito critica assim não da,acreditem que os militares anivél do COMANDO DO EXERCÍTO e do EXERCÌTO COMO RAMO que recebem os seus salarios e vencimentos apartir do BFA até hoje dia 07/03/2012 ainda não receberam o mês de Janeiro,os meus irmãos tenhem familias,pagam renda de casas sem falar dos que tenhem credito bancario,isso é muito triste e doloroso,qual é a moral da tropa assim,é assim que querem ajudar os nossos irmão da Guiné Bissau,bem desorganizados vamos organizar os outros COMO(pq antes de limpar fora das nossas casas dentro rêm que estar limpo não é..)...assim não da é muito serio e grave,os militares estão fartos desta situação isso provoca divorcios inclusive,os filhos estudão em escolas particulares por falta de escolas publicas em varios bairros e municipios do país sem dinheiro como é que ficam as crianças...O comandante do exercíto General Lucio do Amaral esta a fazer um grande trabalho anivél nacional no ramo mas os seus colaboradores não estão a ajudar estão é a prejudicar ou a sabotar as coisas...nomeadamente os Brigadeiro Eugenio Pascoal chefe da direcção de Finanças e o Brigadeiro Baptista Sozinho´Suzy´ chefe da Direcção de Pessoal e Quadros,este ultimo então desde que foi promovido a brigadeiro desculpa o termo virou camaleão mudou de cor mudou o caracter,tornou-se mas arrogante por ai...ele esta a provocar um grave e serio problema de TRIBALISMO no seio da sua DIRECÇÃO,lá so tem espaço quem é do LESTE como ele (KIOCO)...isso não pode existir nas FAA,como homem forte dos quadros do exercíto deveria ver bem a situação dos vencimentos da tropa,visto que ainda temos muitos militares com vencimentos em atraso a nivél do exercito principalmente nas regiões militares,militares que não recebem o subucidios de ferias a anos e nada se justifica só dizem amanha e depois e nem água vem nem água vai...por isso é que o Comandante do ramo este ano ja exonerou dois(2)oficiais superiores da Direcção de Pessoal e Quadros, nomeadamente o homem forte dos Vencimentos e Salarios e O Chefe da Base de Dados dos quadros por causa de certos problemas com dinheiro da tropa...foram exonerados e ja estão colocados em outros cargos a nivél do ESTADO MAIOR GENEAL DAS FAA...(é bandalho...assim eu também amanha vamos roubar e comemos o dinheiro com alguél e ficamos numa boa como ja é um habito no país)...e assim o tempo passa e fica assim é duro tudo isso...os homem dos quadros estão cheios de vicios...e ja nem da pra falar das promoções(patetiamentos ou pagas se fores homem se for mulher teste do cadeirão,se fores influênte passas avontade)...assim ocorrem as coisas nos quadros problemas de verdade não se resolvem nada...que é uma grande desgraça...O ch.da DPQ nada faz por isso visto que agora é GENERAL e não tem tempo para muita coisa é agora muito mas vaidoso e ja não respeita ninguém desobedece as orientações superiores...isso tudo esta a deixar a tropa muito descontente por isso pedimos encarecidamente o CEMG/FAA General Nunda,o Sr.Ministro Candido Van-Duném...que é muito atencioso com a tropa ao General Lucio do Amaral que é um grande Comandante(que faz parte da nova grande dupla dos SULANOS BAILUNDOS como estão a ser chamados em OFF pelos magalas...)por causa do lindo trabalho que estão a fazer só no 1º ano do mandato de 4 anos ja reinauguraram e Reconstruiram 10 Unidades Militares entres elas Escolas e Academias Militares que é muito em 1 ano,que muitos não fizeram em 5 ou 6 anos de mandato então estão a querer sabotar o que esta bom demais... por isso vos pedimos que façam alguma coisa principalmente com o Brigadeiro Suzy...e os seus homem precisam conhacer outras realidades nas regiões não só em Luanda...a outros mal colaboradores como os bofias do CIM que estão todos no sistema do ROUBO e nada fazem....a outras entidades que possam rever esta situação da tropa do exercito que esta muito mal...

UM GRANDE RECADO PARA O NOSSO COMANDANTE-EM-CHEFE DAS FAA

COMANDANTE-EM-CHEFE DAS FAA,sabemos ainda que podemos contar contigo infelismente sabemos tambem que és muito enganado por alguns colaboradores directos seus que não fazem chegar bem a mensagem verdadeira da nossa realidade...todos os grandes problemas e necessidade da tua tropa que muito acredita em tí não são bem resolvida são para uns e nada para os outro que por sinal também são filhos desta Angola e que muito fazem por ELA...o pouco que temos chega bem para TODOS não só para alguns...acima de tudo ainda temos muita fé acreditamos ainda que muita coisa ainda vai melhorar...apôs as ELEIÇÕES 2012...por favor vêm ter um contacto directo com a tropa no EMG/FAA ou ainda nos respetivos RAMOS das FAA,há milhares de militares ja a mais de 20 anos de TROPA nunca se quer lhe viu de perto e nem se quer sabe como é a assinatura do COMANDANTE-EM-CHEFE DAS FAA nem como o CHEFE assina o J de José Eduardo Dos Santos...não vem só quando têm um VELORIO de um CAMARADA nosso.Por favor precisamos ouvir as tuas mensagens de perto não de longe..acredite muito que ainda tu és muito querido pela maioria que sabe o que muito fazes por nós e pelo PAÍS...só não lhe reconhece quem não têm noção do que tu fazes é que lhe fala MAL...Por outro lado valoriza o nosso soldado que ganha apenas 20.000KZ(vinte Mil Kwanzas)o soldado é o executor das ordem do chefe ele trabalha muito e tem familia ele precisa estudar as escolas publicas são poucas não chegam precisa pagar propinas,precisa pagar RENDA de casa que não temos por favor se não ja não sei quem vai defender este PAÍS um dia...(será o da UGP?são quantos?é muito serio) ganham muito mal...Já o da UGP ganha cinco(5)vezes mas 120.000(cento e vinte mil kwanzas)a diferença é bastante por favor tome nota deste assunto...sei que dominas este assunto tome medidas serias ou PÕE a TUA BOFIA a bumbar no terreno ou K? porque enquanto ouver vida há esperança...porque ela é a ultima a morrer....
OBS 1:UMA GRANDE QUETÃO QUE ACABA DE SER UM GRANDE PROBLEMA PARA AS FORÇAS ARMADAS E PARA O PAÍS...O GENERAL JOSÉ MARIA(o coca-cola ou mana madó)O APARECIDOR CHEFE OU LHE TIRA JA DAI OU LHE PÕE EM CASA ou LHE MANDA PARA O TRIBUNAL OU UM DIA VÃO LHE ENCONTRAR NUM ESTADO QUE SÓ DEUS SABE..PRQUE ELE JA PASSA DOS LIMITES E USA O NOME O CHEFE PARA INTIMIDAR E AMEAÇAR ATÉ GENERAIS COMO ELE...O TAL ARMA-SE EM TODO PODEROSO...que é o nico GENERAL que sabe tudo e que ja FEZ TUDO...cem falar dos mas de 200 carros novos entre eles Gipe´s TOYOTA hiace´s e mines Autocarros que ele esta a ESTRAGAR no MORRO BENTO na unidade de Radio Escuta(BATOP)Issopoeque não quer atribuir a militares que ele não gosta ou não são a su conveniência que ja propos ao COMANDANTE-EM-CHEFE DAS FAA a exoneração mas como não foi aceite então ele prejudica os mesmo deste modo e acaba por desobedecer as ordem superiores baixadas é um grande crime que ele esta a cometer...crime este que no passado ele agitou e acusou o GRANDE CAMARADA FERNANDO GARCIA MIALA O TAL (FM)INSUBORDINAÇÃO...CARROS QUE CUSTARAM MILHÕES AO COFRE DO ESTADO carros caros que ele nem sequer sabe que muito deles ja estão bem sabotados porque o cabrito come a onde esta bem amarrado,quer dizer os militares não tenhem carros e são obrigados a guarderem bem os mesmos então a solução e sabotarem algumas peças e venderem...
OBS 2:ISSO! não é um protesto militar mas sim algumas informações e dados que muita gente não domina e não pode ficar assim por isso estamos aqui só para chamar a atensão e despertar a chefia para resolver os nossos problemas...que são uma grande prioridade para a nação...ESTAMOS JUNTOS.
TEMOS DITO...ESTAMOS AQUI SÓ PARA FALAR A VERDADE QUE NUNCA CHEGA..AO TOPO...
GRATO PELA VOSSA ATENSÃO....ESPERAMOS A VOSSA PUBLICAÇÃO...IMEDIATA...EM CASO DE DUVIDAS PROCUREM SABER SOBRE O ASSUNTO E TERÃO MAS DADOS INFORMAÇÕES.

6. Sócrates do século 22/11/2011

jamais um dia um homem da verade sentiu-se atormentado por ideias mediocres. dizem os latinos aquila non capitat muscas, significado, a aguia não apanha moscas. quer isto dizer espírito forte não se preocupa com coisas mesguinhas ou bagatelas. por isso levvemos avante o trabalho da democratização e verdade de angola! estas ameças sujas cairam um dia como o muro de berlim, hittler, mussolini e tantos outros até mesmo o deus do roubo em angola.

7. Augusto Rodrigues 24/04/2011

Que grande teoria.
Alguém no seu juízo perfeito acredita na veracidade da origem que se pretende imputar a esta missiva?

"Os suspeitos estão identificados"?
Qual é o problema de lhes divulgar os nomes? Medo de que os "mastiguem"?

Haja manobra!

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site