Feitos do Dr Savimbi nao se procuram



Feitos do Dr. Savimbi, não se procuram



O veterano da luta de libertação nacional, General Samuel Chiwale, disse em Luanda, no acto de romagem ao túmulo do Soldado desconhecido, no Cemitério de Sant` Ana, em memória do Presidente fundador da UNITA, que "não é fácil fazer um pronunciamento numa data como hoje, 22 do mês de Fevereiro, que marca o momento mais difícil da nossa luta, quando o Dr. Savimbi, deixou a pátria dos vivos defendendo a causa para que estes vivos, dêem sequencia da mesma".

No seu discurso, o General na reforma, fez uma incursão na vida e obra do " homem que entregou-se à história para fazer-se a continuidade daquilo que os homens aspiram nas suas vidas".
Para o político, o Dr. Savimbi dedicou a sua vida e a sua juventude para a libertação do povo angolano. " Não é tarefa que alguém o delegou. Optou por esta tarefa, por que pensava que só com a libertação do povo angolano, haveria felicidade".

O Có - fundador da UNITA, salientou na sua breve locução, que " o Dr. Savimbi preferiu nesta caminhada tão longa e tão difícil, nunca a traição muito menos a rendição e nunca o exílio, mas sim optando pelo caminho da morte, quando ela chegasse algum dia (...) e jaz desde o dia 22 de Fevereiro de 2002", rematou o veterano Chiwale, acrescentando que o Dr. Savimbi sempre recusou o exílio " porque lá estava a sua espera, teve o tempo de se apresentar, mas dizia na altura que só apresenta - se um cobarde (...), mais um grande patriota nunca deve-se apresentar", revelou

O companheiro de luta do Dr. Savimbi, sublinhou na ocasião que o Presidente fundador da UNITA " não se procura, mas sim sente-se". Para o político, a luta que o seu partido "trava" nos mais variados sentidos, tem que ter sempre em conta os ensinamentos "daquele que sempre nos inspirou para fazermos face ao colono português ontem, depois outras lutas que se seguiram contra a expansão Russo - Cubana, na nossa pátria".

Para o general Samuel Chiwale, " nem sempre aquilo que dignifica os homens é entendido pelos homens. Mas aqueles que tiverem coragem de indicar o caminho, pode levar tempo, serão reconhecidos pela história", destacou.

O responsável da UNITA deixou uma reflexão para a juventude que, na sua óptica, é a estrela mais cintilante duma pátria, tudo porque " só com ela haverá uma sequência da causa", enquanto as crianças são a muralha " indestrutível que uma pátria possui", disse.

O político disse a terminar que "aqui estamos para darmos com dignidade uma homenagem ao nosso presidente fundador, e dizermos que a causa que fundaste e pela qual tombaste, pesa mais do que as montanhas da nossa pátria comum. Estamos contigo camarada fundador da causa pela qual continuamos a dar a nossa quota-parte com determinação que de ti aprendemos, fé que havemos de vencer, e que o continente reconhecerá os feitos de homens que deram tudo incluindo as suas vidas, como: a Rainha Ginga, Ekuikui I, Ekuikui II, Katiavala, Numa, Ndunduma, Muandume, o Dr. Agostinho Neto e o Dr. Jonas Malheiro Savimbi. Para estes rendamos a nossa sincera homenagem aqueles que escreveram com letras de ouro aquilo que representam e que pela pátria tombaram", rematou.

Na cerimónia de homenagem ao Presidente fundador da UNITA, Dr. Jonas Malheiro Savimbi, no quinto aniversário da sua morte em combate, assinalada neste 22 de Fevereiro, estiveram presentes altos dirigentes do "Galo Negro", em que se destaca o seu Vice-presidente, Eng.º Joaquim Ernesto Mulato, membros do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, militantes, simpatizantes e amigos do maior partido da oposição em Angola.

JONASSAVIMBI, SEMPRE!

 Caíu o pano sobre as festividades do 22 de Fevereiro.

Um ano é passado.

Um pouco por todo país o dia da angolanidade, assim denominado, à memória do Presidente Fundador da UNITA Dr JONAS MALHEIRO SAVIMBI, tombado em combate por uma consolidada Democracia, foi comemorado com jornadas de reflexão e cultural.

Em Luanda, as actividades que marcaram a data tiveram lugar numa das salas do Hotel Trópico, com a realização de uma Conferência e a celebração de um culto ecuménico na Igreja de Nª Senhora de Fátima.

Bastante concorrida, à Conferência que decorreu entre os dias 21 e 22, participaram ilustres figuras da Sociedade civil e políticos de diversos partidos, destacando-se a presença daquele que é hoje recordado, como a sobrevivente amostra do simbolismo da luta de libertação nacional - HOLDEN ROBERTO, Presidente da FNLA, além de familiares, amigos e companheiros.

SAVIMBI, o pai da Democracia em Angola, como sublinhou um dos oradores, foi meritório de intelectual recordação, pois deixou uma obra, plantou uma sementeira cujos frutos estão a colher entre os milhares de angolanos, sobre quem a mentira se inculcou, a respeito do insucesso da vida de cada um, atribuída a guerra hoje finda! À cada angolano que vem descobrindo a incompetência de governação, de quem nela permanece há 27 anos.

Com efeito, o Secretariado da Informação trás para esta página, um Especial CONFERÊNCIA, sobre as actividades desenvolvidas por ocasião da passagem desta data, o 22 de Fevereiro, consagrado o dia da Angolanidade.

Neste Especial CONFERÊNCIA, apresentamos o retrato fotográfico e textual do evento, num testemunho sobre a vida e obra do Dr JONAS MALHEIRO SAVIMBI, feito por homens intelectuais e políticos, muitos dos quais Professores Universitários, como o Economista Vicente Pinto de Andrade, o Psicólogo Carlinhos Zassala e o político Holden Roberto, entre outros já conhecidos e filhos da casa, como o Eº Mulato, Dr Gerónimo Wanga, Dr Jaka Jamba, etc.

 


4 votes. Moyenne 2.25 sur 5.

Commentaires (2)

1. joao (site web) 31/10/2012

Angola e os angolanos clamam por ti.

2. Alberto Fasona (site web) 01/06/2012

Gostaria de saber mais um pouco sobre os presidentes dos movimentos de luta de libertação de Angola de Angola e as suas constituições 1ª, 2ª e 3ª Republica

Gracias
Fasona

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×