«MPLA não está em condições de democratizar Angola»

«MPLA não está em condições de democratizar Angola»



Francisco Viena, secretário provincial da Frente para Democracia (FpD), em Benguela, disse à Voz da América/MultiPress que o desafio do seu partido nesta localidade é de continuar a exigir para que o partido no poder democratize o país, mas o grande paradoxo nesta empreitada é que o próprio MPLA debate-se com a falta de democracia ao nível interno.


Para o político, Angola é um Estado de direito apenas na sua constituição, alegando que fala-se dum Estado de direito simplesmente no âmbito constitucional e do direito positivo , quando os cidadãos não podem expressar-se livremente com medo de serem perseguidos como acontece nos dias de hoje em Benguela e não só.
Na sua óptica, apesar de existirem vozes no seio do MPLA que se levantam contra determinados comportamentos anti-democraticos, o grande obstáculo do avanço da democracia em Angola continua a ser o défice democrático que se regista no interior do partido dos camaradas.

No seu entender se o MPLA não se democratiza, a consolidação da democracia em Angola não passará duma mera fantasia , enquanto este partido permanecer no poder.

«Porque o MPLA não terá outra solução se não se democratizar , porque se o MPLA não se democratiza então não pode democratizar Angola » referiu o político que acresceu que « temos o exemplo da UNITA que diziam que era um partido anti-democrático , a UNITA tem estado a passar um testemunho digno de reconhecimento , hoje se calhar é um desafio ao Presidente da República , o presidente do MPLA a concorrer em pé de igualdade com o outro candidato do MPLA para a disputa do mais alto cadeirão do MPLA e acredito que o MPLA não faz isso. E se não fizer isso então está a dizer ao povo angolano que não têm condições de democratizar o Estado angolano.»

Por ultimo, Francisco Viena disse que o FpD vai continuar a exercer esta pressão, aliás trata-se duma das recomendações saídas da convenção do seu partido realizada recentemente.

 

 

 

 

 

 

 

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Commentaires (1)

1. Ayres Guerra Azancot de menezes 04/02/2008

Eu acho que a falta de seriedade e de sencibilidade política na medida em que essas sencibilidades difusores de mensagens de mudança social parecerem divorciados da realidade social.
Os discurssos que propalam estão disturcidos em relação a realidade social.
Falam todos de democracia como se ela fosse tão presente em estruturas sociais com certas características específicas.
A democracia resulta de fenómenos sociais complexos que não se podem aplicar de forma leviana sem condições de sustentabilidade e exige uma multiplicidade condições de ordem estrutural tanto económico ,social e politico.
Sem a maturação destes factores é ilusório implentar uma democracia de forma palaciana.

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×