O DESEJO DA MUDANCA

O DESEJO DA MUDANCA

Por: João Muhongo.

A palavra mudança significa o acto ou efeito de mudar (modificação) e mudar, por sua vez, significa substituir uma coisa por uma outra diferente.

Segundo o dicionário onde cada um pode verificar, a palavra mudança significa o acto ou efeito de mudar (modificação) e mudar, por sua vez, significa substituir uma coisa por uma outra diferente.
Há 32 anos que o angolano passa a vida na miséria mesmo tendo em conta as riquezas que possue este país. Tudo resulta na má governação em que estamos submetidos.

No próximo ano ou seja em 2008, caso o governo actual cumprir com o prometido, pela segunda vez iremos às urnas para escolhermos o melhor caminho do nosso futuro pois o nosso passado assim como o presente é muito frustante. Embora desconhecemos ainda a data das eleições já que ficou nos calendários gregos porque os poderosos acham estar no segredo dos deuses, o angolano tem e terá a obrigação de escolher o caminho da mudança.

- Mudança porque é inadmissível um país como Angola, com as potenciais que tem, o seu
povo continua à viver na situação em que está atirrado;
- Mudança porque temos a fé de que os nossos filhos e netos não poderão viver conforme nós
vivemos ou estamos vivendo. É impossível viver-se na incerteza, constantemente. Por isto, tal como os cristãos, devemos ter a fé nesta mudança e a mudança pertence ou está em cada angolano. Vamos ter de decidir (nós, os angolanos) se queremos continuar com o mesmo sistema, o mesmo partido, o mesmo presidente, a mesma forma de viver ou queremos uma mudança. A mudança não virá de outra pessoa senão do próprio angolano.

Dizia eu, os cristãos têm a fé na mudança porque estou contra aqueles que dizem, o caso de Angola está entregue à Deus para nos salvar. Para que Deus venha à nos salvar, é preciso que nós próprios tenhamos a fé nesta mudança; é preciso dar-se um passo pois só assim a ajuda de Deus terá os efeitos desejados. Não adianta rezar desde o 1° de janeiro até 31 de dezembro esperando para uma mudança sem nós próprios darmos um passo. O passo em que me refiro é a fé na mudança, a vontade e o amor de que haja mudança no nosso país porque o que vivemos hoje, não é digno de um ser humano.

A economia está à subir, o preço do petróleo bateu o "record" que nunca havia atingido e os diamantes também estão no top do mercado mundial e Angola usufre destas qualidades todas mas em contra partida, o Angolano continua, sempre, com problemas de electricidade, de água, de saúde, de escola, enfim, problemas básicos ou elementares do desenvolvimento mas será isto o fruto da independência que os nossos avôs, pais e irmãos levaram à cabo?

É preciso sabermos o que significa MUDANCA.
A bem ou à mal, temos de saber arriscar na mudança porque o sistema actual, não confere segurança e optimismo na melhoria da vida. Os discursos caducos continuam à desfilar como se fossem fitas deixadas por alguém. Discursos que não retratam nem correspondem com a realidade. Há uma discrepância que virou utopia. Em 1992, apostamos no Mpla e hoje, 15 anos depois, vimos os resultados de confiança que depositamos neles mas será que havemos de continuar com as mesmas misérias?
Vermos o país monopolizado por um grupo de pessoas que se tornaram ricos sem amor nele? Deixarmos o futuro no abismo? Choramos e lamentamos muito a escolha feita naquela altura mas será que desta vez iremos, mas uma vez, repetir os mesmos erros? Caso insistirmos em voltar à votar no mesmo partido, não adianta, num futuro próximo, continuarmos com lamentações porque Deus não vai ajudar na escolha errada que faremos porque todos, já vimos que são pessoas insensíveis. Pessoas que não gostam do povo angolano mas sim, gostam de Angola pelas suas riquezas que fazem deles os arrogantes da planeta.

Por isto, tenhamos cuidado nas eleições já que a mudança é de rigor.
O futuro de Angola depende de nós. Não vamos votar pela emoção mas com responsabilidades e pensando nas gerações vindouras porque em três décadas, duas gerações foram sacrificadas em detrimento de uma meia dúzia de pessoas.
Esta, é uma opinião ao alcance de todos, exposta por um angolano muito ferrido com a miséria que vivemos e que usou a linguagem simple para que todos entendamos o fundo do seu pensamento.
Espero que todos iremos contribuir para que tenhamos esta mudança.


Voltar

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×