Revelações inéditas sobre as eleições

  Revelações inéditas sobre as eleições

ImageLuanda - No Kwanza Norte, durante o censo eleitoral foram registados 156.666 eleitores. Por incrível que pareça todos os eleitores inscritos (156.666) votaram. Nem mais 1, nem menos 1. Os inscritos ao longo de aproximadamente 2 anos, estavam todos vivos, permaneceram na mesma província ou para lá se deslocaram para votar. Isto só pode ser obra do diabo ou de máquinas do demónio.

Atenção: estes dados são conhecidos e comentados pelos cidadãos.
Dados retirados do Site da CNE Eleições 2008 (Kwanza Norte). 

Os números deixam-se trabalhar por quem quer, tenha ele, boas ou más intenções. Mas eles são completamente independentes e prezam muito a sua honra e fidelidade a verdade. Quando forçados a aparecer para dar lugar a inverdades ou trapaças, os números não deixam de obedecer. Mas arranjam sempre uma forma subtil de trazer a verdade a luz do dia.

Image

 

 

 

 

 É tempo de perguntar: estes números já existiam antes da votação?
Seria muito gentil e nobre, quiça, uma obrigação, que nos explicassem muito bem tudo isso. Perante estes dados, o Estado não diz nada aos angolanos? A CNE? 
Qual é a sua opinião, como cidadão com direitos e deveres?
 
As elites do pensamento dos maus regimes, que vergonhosamente sempre houve, preferem os números para encontrar as mais hilariantes explicações dos factos.
Aí estão, estes maravilhosos números.

Uma vez mais os números ou a lei do mais forte Não faz parte da ética da FpD referir-se a CNE nos moldes como esta instituição se referiu a FpD dando a entender que tinha inventado números (fingindo ignorar que um número assumido pela FpD tinha sido publicado no Jornal de Angola, antes do Partido ter acesso aos números oficiais da CNE) dizendo que os números da CNE são reais. Em matéria de números sabemos da realidade que era na sexta feira, dia 5, o numero 320 de Assembleias de Voto não abertas e da realidade que foi no dia seguinte a mesma instituição "decretar" apenas 48 assembleias de voto por abrir. Vai apenas uma diferença de quase 7 vezes. Mas isto, é o menos. Mas que fazer dos seguintes números "reais" postos à disposição da CNE para as forças políticas:

1. Número de boletins de voto entregues às mesas: 9.439.714
2. Número de boletins de votos não utilizados: (2.190.662 )
3. Número de boletins de votos inutilizados: (61.153)
4. Logo, Número de Boletins a serem usados para o voto- contábeis (4=1-2-3): 7.187.899
5. Número de votantes: 7.213.311

Como se vê o número de votantes deveria coincidir, na nossa lógica, com o número de boletins de voto usados para o voto (boletins de voto contábeis). Contudo, há uma diferença global de -25.412 , sendo que em algumas províncias o desvio é positivo (104.530) e em outras negativo (- 129.942). Quer dizer, por lógica, nuns casos há boletins sem voto e, em outros, há eleitores votantes sem boletim.

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site

×