Nação Ovimbundu

Nação Ovimbundu
Tudo pela Tribo nada pelas armas

MPSO - Movimento em Prol da Sobrevivência dos Ovimbundu

Declaração de Independência

 

Governo do MPLA, gigantesca estátua de ferro com pés de barro assentes na tirania, incompetência, despotismo e corrupção, viemos, em nome da nossa etnia, vítima de um genocídio silencioso praticado por vocês, dizer-vos que basta.

Em nome dos Bailundos (va-mbalundu), os Biés (va-vihé), os Uambos (va-wambu), os Galanguis (va-ngalangui), os Quibulos (va-kimbulu), os Adulos (va-ndulu), os Quingolos (va-kingolo), os Kalukembes (va-kaluquembe), os Sambos (va-sambu),os Ekeketes (va-ekekete), os Cacondas (va-kakonda), os Quitatos (va-kitatu), os Seles (va-sele), os Ambuis (va-mbui), os Hanhas (va-hanha), os Gandas (va-nganda),os Chicumas (va-chikuma), os Dombes (va-dombe) e dos Lumbos (va-lumbu), pedimo-vos, a vós, que sempre estivestes à margem do nosso sofrimento, que nos deixeis em Paz.

Fomos hospitaleiros para com vocês. As portas dos nossos onjango estiveram sempre abertas. Em troca, vocês transformaram os nossos sorrisos em lágrimas; minaram as nossas lavras, nakas e consciências. E como se não bastasse, secaram as lágrimas das nossas mulheres. A partir de hoje nunca mais sereis bem-vindos no nosso espaço social, cultural e psicológico, o "onjango". Sois ingratos e mal-agradecidos. Definitivamente, deixamos de reconhecer a vossa soberania.

Não somos um governo eleito; muito menos um Estado independente, ainda que um dia (quem lá sabe) possamos evoluir para tal. A única autoridade que legitima a nossa acção é a liberdade, a consciência e a identidade étnica, que é emanação mais profunda das nossas crenças, atitudes e valores. Isso torna-nos independentes da vossa tirania e do policiamento que sempre fizestes ao nosso pensamento e às nossas acções.

Vocês não têm qualquer legitimidade moral, social e cultural (esta já nem se fala) para nos governarem. Conhecemos, desde muito cedo, os vosso métodos de coação. Por isso não reconhecemos o vosso governo; aliás, nunca vos elegemos para nos governarem. Pena que vocês são demasiados cínicos para aceitarem que nós, os Ovimbundu, nunca vos quisemos. Demos-vos um cartão vermelho nas primeiras eleições que se realizaram no País. Ovimbundu algum se revê no vosso programa (social, económico, político e militar) e no projecto de sociedade que, em vão, vocês procuram sustentar.

Vocês são tudo de mais nefasto e de hediondo que existe na face da terra. A vossa ambição desmedida pelo poder já atingiu as raias do anormal. Da falhada tentativa de implantação da "sociedade socialista" (que excluía a alternância no poder) à criação e alimentação de um Monstro (ingénuo e esquizofrénico), oriundo da nossa etnia, para justificar ao País e ao mundo a destruição metódica do nosso grupo, vocês mostraram que não olham a meios quando se tratam de questões atinentes ao poder. Daí os bombardeamentos indiscriminados, as bombas químicas, a deslocação forçada das populações para fora do seu habitat, (condenando-as a morrer de stress, fome e doenças) e a incorporação, na vossa máquina de guerra, de soldados capturados e rendidos.

Vocês sempre recorreram a bodes expiatórios para justificarem o extermínio que levam a cabo. Para além do Monstro, criado e nutrido por vocês, é táctica vossa fazer crer ao mundo que nós estamos em guerra contra vocês; pelo contrário, vocês é que estão em guerra contra nós, contra a Paz e contra a Democracia e por uma razão muito simples: nós somos a maioria e isso sempre vos preocupou, pois num pleito eleitoral, transparente e justo, qualquer nosso representante sairia vencedor.

Defendemos a ideia segundo a qual, os problemas são intrínsecos à vida humana; mas não precisamos de vocês para os resolveremos. Nós temos capacidade e inteligência suficientes para identificar, catalogar e dar soluções aos nossos problemas e pelos próprios meios. Não precisamos de vocês para nada.

O "onjango" é um espaço que pretende promover o diálogo, a troca de opiniões, de pontos de vista de resultados de pesquisas sobre aspectos económicos e sócio-culturais da etnia Ovimbundu, assim como denunciar, energicamente, o extermínio a que esta etnia está sendo sujeita, desde o regime colonial e que se agravou logo após a ascensão do País à independência.

Pretendemos, deste modo, criar um espaço aberto a todos que pretendam contribuir, com o que têm, para a sobrevivência da etnia Ovimbundu, independentemente da raça, etnia, poder económico, militar e filiação partidária. Trata-se, portanto, de um espaço onde cada um, em qualquer parte do mundo, poderá expressar as suas opiniões sem temer por represálias ou que venha, um dia, a retractar-se do que disse.

Os conceitos promulgados por vocês em matéria de direitos económicos, sociais e culturais (propriedade, trabalho, saúde e educação) e de liberdade (consciência, expressão, associação) não se aplicam a nós, porquanto a nossa existência é imaterial. Não somos anarquistas e muito menos aventureiros; daí que, contrariamente a vocês que impõem a ordem através da força física das estruturas polícias e partidárias, sempre a desfavor da nossa etnia, a nossa forma de governação será baseada na Ética própria dos valores africanos, que vocês sempre ignoraram. Nunca aceitaremos as vossas ideias e a vossa forma de olhar para o mundo. Escusado será dizer que tudo que fizerdes para nos forçarem a mudarmos de opinião será em vão. Estamos, assim, a criar uma nova nação.

Desejamos que ela seja mais justa, mais equilibrada, isenta de guerras; diferentemente da nação criada por vocês, dentro do lema "um só povo uma só nação", que fez tábua-rasa ao nosso modo de ser e de estar no mundo e que hoje, de uma forma solene, nos emancipamos.

Fonte: Mémorias de Angola (http://pissaro.home.sapo.pt/ )

http://www.mujimbo.com/ovimbundo/indepe.htm

 

Aucune note. Soyez le premier à attribuer une note !

Commentaires (2)

1. Webmaster Nação Ovimbundu (site web) 12/10/2008

Boa tarde. Estamos muito gratos por ver o nosso site publicitado no seu site. Mas gostaria de avisar-lhe que este site está ultrapassado e obsoleto. Por isso ficariamos muito gratos se o retirasse ou se o substituisse por este link ou a informação contida nele: http://www.ovimbundu.org

2. Lázaro Silva 09/09/2008

Tenho seguido com muita atenção tudo que vocês escrevem acerca desse grande grupo étnico" ovimbundo".
Digo- vos muito sinceramente que tenho encontrado muitos pontos nas vossas ideias, com oc quais me identifico.
Mas deixem entender que as vossas ideias exprimem uma certa forma de pensar, ligada ao partido UNITA. Tenho muito respeito pela UNITA, mas ela não representa os ovimbundo na sua totalidade.
Queiram desculpar-me se houve mau entendimento acerca dos vossos conteúdos.
Sou de Vila Nova Do Seles, como tal sou ovimbundo de origem.
Espero mais desenvolvimento da vossa parte em prol desse grande grupo étnico, de que tanto nos orgulhamos pertencer.

Bem haja

Um abraço
Tchipuco

Ajouter un commentaire

Vous utilisez un logiciel de type AdBlock, qui bloque le service de captchas publicitaires utilisé sur ce site. Pour pouvoir envoyer votre message, désactivez Adblock.

Créer un site gratuit avec e-monsite - Signaler un contenu illicite sur ce site